Porto Said (Egito)

Com centelhas de um passado marítimo monumental e ponto de entrada para o Canal de Suez, Porto Said é o seu último porto de desembarque no Egito.

Um porto colonial na costa mediterrânica.

Situado na costa mediterrânica do Egito, Porto Said é a sua última paragem após uma excursão no Cairo. Um passeio pela “Corniche” (rua paralela ao Nilo) antes de reembarcar no seu cruzeiro, revelará a destreza e poder marítimo da cidade. Para além disso, com os consulados e mansões coloniais desbotadas do século XIX, alinhadas ao longo da entrada do majestoso Canal de Suez, é impossível não parar e admirar a sua atividade, ruído e sons que o rodeiam.

Entretanto, o centro histórico encoraja-o a envolver-se em suas ondas de alvoroço, com os residentes locais comprando e vendendo produtos no movimentado bazar e em novas boutiques que surgem junto das antigas. O Museu Nacional Militar providencia clarividência sobre a história do canal, enquanto a praia arenosa, repleta de para-sóis e espreguiçadeiras contrasta com a ação incessante da água.

O rosto de Porto Said está em constante evolução, no entanto, seu coração permanece fiel ao passado e presente marítimo. Um final glorioso para a sua estadia no Egito.
 

O marco mais importante em Porto Said cativará a sua atenção assim que chegar. Rompendo o céu sobre os restantes edifícios a 56 metros de altura, o farol octogonal foi construído em 1869 para ajudar a guiar os barcos até ao Canal de Suez. Atualmente, ainda retém todo o seu aspecto icônico.

Situado nos arredores de Porto Said é possível encontrar o Cemitério Militar da Commonwealth, com sepulturas da Primeira e Segunda Guerras Mundiais. A sua localização, entre o Mar Mediterrâneo e o Lago Manzala, é testemunho da utilização estratégica de Porto Said como centro hospitalar durantes os períodos de guerra, acolhendo os feridos de Galípoli, Egito e Palestina.

Caminhando ao longo da calçada pedestre, que serpenteia ao longo do litoral, transporta os visitantes para o passado glamoroso de Porto Said. Observe em fascínio enquanto os gigantescos navios regateiam a sua entrada no canal e lembre-se de olhar para terra, contemplando os outrora decadentes edifícios coloniais, reminiscentes da arquitetura europeia.

Nota: a excursão começa em Alexandria e termina em Porto Said.

Construídas por faraós egípcios há mais de 4,500 anos atrás, as Pirâmides de Gizé são um testamento do passado. Os seus complexos sepulcrais são apenas uma camada da história, pois à medida que explora as tumbas completamente ornamentadas, obterá um vislumbre da vida no antigo Egito. Adiante no vale, o mais antigo sepulcro monumental, a Grande Esfinge de Gizé, evoca lendas e superstições carregadas de geração em geração.

Uma passagem aquática intemporal de faraós, rainhas e nobres, navegar pelo Nilo providencia o prazer de conseguir observar as paisagens em constante alteração que o maior rio do mundo percorre. As suas águas atravessam o coração do Cairo e permitem-lhe visualizar a cidade numa perspectiva distinta – longe das multidões. Observe enquanto o horizonte se revela, com arranha-céus deslumbrantes a pontes e calçadas repletas de turistas diurnos.