Folheto

Ilha de Patmos: um paraíso escondido no Egeu

PARTILHE:


Uma pequena rocha vulcânica nos arredores do Egeu, Patmos o irá surpreender com seu charme modesto, beleza e singularidade.

 

Se pretende uma ilha que oferece simultaneamente descontração e aventura, não necessita de procurar mais. Patmos é a ilha mais pequena e mais a norte do arquipélago Dodecaneso. A cidade foi construída no topo de uma colina para a proteger de ataques de piratas durante os anos 1000, Chora, a principal cidade de Patmos, é coroada pela arrebatadora fortaleza bizantina que engloba o Mosteiro de São João. A cidade é uma joia arquitetônica de tradicionais residências de capitães, pintadas de branco, e igrejas medievais, declarada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. O mosteiro com mais de mil anos inclui uma verdadeiramente magnífica igreja bizantina e um museu, exibindo escrituras antigas e tesouros. Desfrute da paisagem avassaladora a partir do mosteiro e antes de partir, reserve um momento de paz e tranquilidade no belíssimo pátio da igreja.

De acordo com a teoria que prevalece, o Livro das Revelações foi escrito na Caverna Sagrada do Apocalipse, onde São João ouviu a voz de Deus. Quer seja um cristão devoto ou um ateu, a Caverna do Apocalipse é uma importante atração cultural em Patmos e reserva um local especial na história e cultura da Grécia.

 

No entanto, Patmos não é apenas história. Devido à morfologia do terreno, com elevadas falésias e solo vulcânico, é o cenário perfeito para trekking. Pode aproveitar um dos antigos trilhos de caminhada (monopatia) que outrora foram as principais rotas de transporte da ilha. Atualmente, estes trilhos se encontram infelizmente desertos, mas não deixam de ser peças importantes da história, uma vez que providenciam detalhes significativos sobre a forma como viviam os habitantes, assim com paisagens deslumbrantes sobre a ilha. Uma das rotas mais populares é a antiga estrada desde Skala até Chora, e o percurso de regresso.

Também não deve perder as praias em Patmos. Embarque em um dos barcos a partir do porto de Skala, que providenciam excursões diárias para as melhores praias de Patmos e as ilhas circundantes. O itinerário inclui uma visita às melhores praias e águas mais límpidas, por uma taxa de cerca de 20 euros por pessoa. Caso procure uma experiência mais exclusiva, é possível alugar um barco privado com um capitão. Petra é outro nome para a rocha de Kallikatsou. Os arqueólogos acreditam que a formação rochosa, também conhecida como “a Rocha” é um sítio pré-histórico, outrora utilizado como um santuário a céu aberto, dedicado À deusa grega Afrodite. Atualmente, Petra é uma praia mágica onde é possível vivenciar toda a energia mística da ilha. As águas translúcidas em tom esmeralda de Agriolivadi são reconhecidas como as melhores da ilha. Esta é a praia mais cosmopolita de toda a ilha. Completamente equipada com espreguiçadeiras, guarda-sóis, petiscos e um bar de praia. Se for um entusiasta por mergulho, não deverá perder esta oportunidade para explorar as águas esmeralda de Patmos. A biodiversidade da área que rodeia Patmos é verdadeiramente única. Você desfrutará mergulhar em suas águas límpidas ou navegar em uma embarcação recreativa, sempre sob a supervisão e orientação de profissionais. O leito marinho em Patmos esconde um dos tesouros mais antigos do mundo. A Posidonia oceânica pode ser encontrada neste local, reconhecido como o organismo vivo mais antigo da terra, com uma idade superior a 100,000 anos. Para além disso, os recifes de coral formados por algas vermelhas tornam o mergulho numa experiência única no Mediterrâneo. Os recifes de corais (conhecidos em grego como “tragàna”) são provavelmente o maior segredo do Mediterrâneo.

 

A fauna de Patmos também esconde bastante interesse e surpresas. Um vasto número de focas do Mediterrâneo, ameaçadas pela extinção, vivem nesta área em conjunto com uma população de 4 espécies diferentes de golfinhos e uma espécie de tartaruga marinha. A visão de golfinhos brincando é frequente, assim como as aves que migram para sul.

Não é incomum para as tabernas ao longo da ilha colocarem suas mesas e cadeiras diante da praia. Patmos possui uma variedade saudável de pães tradicionais, doces, bebidas e pratos salgados, assim como é famosa por seus maravilhosos queijos, produzidos por queijeiros locais. Mizithra e o "Kalathoto", um queijo duro produzido com leite de ovelha e cabra, são imperdíveis para qualquer amante de queijo. Também é possível trazer algum consigo para casa, uma vez que são embalados adequadamente para viagem. A tradicional tarte de queijo é produzida em casas locais e consiste em ovos e três ou mais tipos diferentes de queijos. O recheio é chamado de “batoudo” e é polvilhado com canela. A tarte de queijo de Patmos é um petisco tradicional, oferecido com o café da manhã.

 

Mesmo que Patmos seja uma ilha pacata que não atrai multidões de foliões, existem muitas opções para quem consegue apreciar uma boa bebida. Estabelecimentos como o Ginger e The Fix no porto de Skala, são famosos por seus coquetéis e comida imaginativa, e bastante populares entre inúmeros turistas que visitam Patmos em iates e veleiros.

Patmos providencia uma experiência capaz de competir com as ilhas mais populares do Egeu e deve ser incluída na sua lista de desejos quando viajar de cruzeiro nas Ilhas Gregas.

 

Não perca a oportunidade de vivenciar uma excursão tradicional, autenticamente mediterrânica, através de um dos nossos itinerários de cruzeiro! Planeje aqui o seu cruzeiro, até ao último detalhe.